. Forte de Santa Maria, na Barra, ganha charmoso Restaurante Bistrô

Forte de Santa Maria, na Barra, ganha charmoso Restaurante Bistrô

Quem chega ao bairro da Barra, em Salvador, além de se encantar com uma sucessão de belezas naturais, ao passar pelo largo do Porto, avista o Forte de Santa Mariae logo se fascina com o que vê. Erguido no segundo quartil do século XVII, no período colonial, com a função de defender a praia do Porto da Barra e o primitivo porto da cidade, o Forte recebe em média, na alta estação, 1000 visitantes ao dia. E agora, além dos atributos históricos, no interior do Forte se encontra um ambiente que proporciona experiências incríveis: é o “Mirante Forte Santa Maria”. Um Restaurante Bistrô que oferece um cardápio completo, mesclando conceitos da culinária baiana, como o bobó de camarão, as moquecas, passando pelo acarajé, abará, casquinha de siri e xinxim de frango. Tudo com inspirações de bistrô, trazendo apresentações refinadas e um custo acessível.
O espaço traz a proposta de oferecer serviços de qualidade, um ambiente que proporcione conforto e aconchego, além de agradar aos mais diversos paladares, com comidas saborosas e originais; não apenas as típicas da Bahia. No cardápio, uma seleção de cervejas especiais, gim, whisky e vodca. O Mirante Forte Santa Maria funcionará das 15 às 22 horas, de segunda a quinta e das 11 às 22 horas, de sexta à domingo, sendo aberto mais cedo para o almoço. Nos dias em que irão acontecer apresentações artísticas e musicais, o horário se estenderá até às 00 horas. Mas, temporariamente, o espaço está funcionando apenas em soft open, todos os dias das 15 às 22 horas.

Na decoração, há pequenos lounges com sofás de paletes para grupos maiores. Vale ressaltar que quem quiser comemorar com os familiares e amigos, pode reservar um espaço ou até mesmo promover um funcionamento exclusivo para seu grupo. Além dos lounges, mesas espalhadas pela área no centro do Forte dão o charme ao bistrô, que oferece vista da linda Baía de Todos os Santos. O espaço chega para fortalecer a família, que teve início há pouco mais de um ano, com a implantação do Mirante Forte São Diogo.


Histórico:
Salvador era uma das ‘rotas obrigatórias’ para o Oriente. No entanto, o açúcar era o interesse maior.O seu comércio pagava praticamentetodas as despesas da viagem. Assim, com a finalidadede conter as ameaças sobre o valioso produto, fez-se um plano de defesa para Salvador: a construção de diversas fortalezas na entrada da Baía de Todos os Santos. Com isso, surgiram os Fortes de Santo Antônio da Barra, Santa Maria e São Diogo. E, se os morros e as enseadas que a Barra possuíaeram belíssimos, quando os fortes foram construídos sobre e entre eles, foi como que uma decoração caprichosana natureza.
Por conta disso, o Forte de Santa Maria foi construído sobre um amontoado de recifes que existe no local. A autoria do feito é atribuída ao engenheiro militar Francisco de Frias Mesquita, que só viveu até os 31 anos.O Forte apresenta uma planta na forma de um polígono heptagonal, com quatro ângulos salientes e três reentrantes. Sobre o terrapleno ergue-se edificação de dois pavimentos abrigando as dependências de serviço (Casa de Comando, Quartel da Tropa e outras), e abaixo dela, a Casa da Pólvora, recoberta por abóbada de berço.

Postar um comentário

0 Comentários