. As atrizes Beth Goulart e Nicette Bruno são as próximas convidadas do projeto BFB on live

As atrizes Beth Goulart e Nicette Bruno são as próximas convidadas do projeto BFB on live

Foto divulgação


A atriz, bailarina e cantora Beth Goulart e sua mãe, a atriz Nicette Bruno, são as próximas convidadas do projeto  “BFB on live”, série de transmissões ao vivo promovidas pelo Balé Folclórico da Bahia. Na terça-feira, dia 2 de junho, às 20 horas, Vavá Botelho, fundador e diretor geral do Balé, recebe as duas atrizes brasileiras para um bate papo sobre a cultura e o momento atual. Em seguida, na quinta-feira, dia 4, o BFB on live terá como convidados dois ex-bailarinos do Balé Folclórico da Bahia: Rafael Leal, que também é coreógrafo, ator e cantor e hoje atua em São Paulo, e a bailarina Edilene Alves, coreógrafa de Leo Santana e Ivete Sangalo e produtora artística.

 

Tendo como convidados grandes nomes da dança no Brasil e no mundo e personalidades do universo artístico-cultural, as transmissões do BFB on live acontecem sempre às terças e quintas-feiras, no insta do Balé Folclórico da Bahia @bfdabahia

 

“As lives são um meio de nos mantermos, de alguma forma, em movimento e próximos do nosso público, além de promovermos um diálogo sobre o momento atual da cultura, neste período da pandemia do Covid-19”, afirma Vavá Botelho. “Somos, seguramente, um dos principais embaixadores da cultura popular brasileira e afro-baiana para o mundo e, além do trabalho artístico, temos uma importante função social, é fundamental nos mantermos em movimento e em evidência”, explica o diretor geral da companhia.

 

O premiado Balé, única companhia profissional de dança folclórica no país, completa 32 anos no dia 7 de agosto, e já se apresentou em mais de duzentas cidades e 24 países, incluindo Estados Unidos, Itália, Inglaterra, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Nova Zelândia, Austrália, Alemanha, França, Holanda, Suíça, México, Chile, Colômbia, Finlândia, Suécia e África do Sul, dentre outros.

 

O grupo, que já foi reconhecido  pela Associação Mundial de Críticos como a melhor companhia de dança folclórica do mundo, arrebatou a admiração da poderosa Anna Kisselgoff, crítica de dança do The New York Times. "O prazer dos dançarinos, músicos e cantoras em fazer o que eles fazem sobre o palco é tão obviamente parte da vida deles que contagia todo o teatro”, escreveu Kisselgoff. “Eu já assisti seus maravilhosos bailarinos em diferentes países, sempre se comunicando com o público. Crianças e adultos são tomados de imediato pelos ritmos e encantos de sua arte", declarou a jornalista numa das suas criticas para o jornal norte-americano.

 



Postar um comentário

0 Comentários