. Dia do Feirante é celebrado com investimentos em feiras municipais de toda a Bahia

Dia do Feirante é celebrado com investimentos em feiras municipais de toda a Bahia

Foto divulgação




O Dia do Feirante é celebrado no dia 25 de agosto, em homenagem aos que levam os produtos da agricultura familiar e da economia solidária até o consumidor e que nos trazem a proximidade do universo rural. Para que isso aconteça com padrões de segurança e higiene, o Governo do Estado tem apoiado os feirantes de toda a Bahia.

Nos últimos cinco anos, foram investidos R$41,2 milhões na construção e reforma de 54 mercados municipais e mais R$ 9 milhões na aquisição de 12.260 barracas de feira livre padronizadas, melhorando a comercialização de produtos. A iniciativa é da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR).

Nesse processo de retomada das atividades, restringidas por conta da pandemia, a SDR está promovendo a campanha Viva a Feira, uma readequação dos espaços de comercialização de produtos da agricultura familiar, em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (FAEB), que desenvolveu a ação Feira Segura.
Para o titular da SDR, Josias Gomes, as feiras livres são patrimônio do povo: “Costumo dizer que as feiras substituem os supermercados dos grandes centros urbanos. E os feirantes são protagonistas que promovem essa atividade, que é de grande valia para os municípios e as famílias baianas. Os feirantes são parceiros da agricultura familiar e são os próprios agricultores familiares que expõem os seus produtos, levando alimentos de qualidade à mesa do povo”.

Foto divulgação



Pela SDR, estão sendo entregues 4 mil barracas e 20 mil Kits Feirantes, contendo máscaras de proteção, gorro, avental, frasco de álcool em gel e folheto que explica a ação e informa os cuidados que os feirantes devem ter ao participar das feiras livre. Já a FAEB, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), está garantindo aos feirantes treinamento, com os instrumentos e conhecimentos técnicos necessários à manutenção do funcionamento das feiras livres dos municípios.

A ação já foi realizada nos municípios de Santo Antônio, Itajuípe, Almadina, Camamu, Jequié e Ibirataia. Nesse mês de agosto e de setembro, o Viva a Feira&Feira Segura chega aos municípios de Itacaré, Irecê, Tanquinho, Floresta Azul, Gandu, Senhor do Bonfim, Itamaraju, Campo Formoso, Dário Meira, Una, Itanhém, Buerarema, Santa Bárbara, Amargosa, Cairu, Ituberá, Itiruçu, Lauro de Freitas e Camacã.  As ações estão focadas nos municípios baianos com maior índice de contaminação pelo novo coronavírus. A meta é atingir 200 municípios em todo o estado.
 
A agricultora familiar do município de Santo Antônio de Jesus, Ana Cristina Silva, é feirante há 9 anos, e foi uma das beneficiadas pela ação do Viva a Feira & Feira Segura: “Melhorou as condições da gente trabalhar e também para o cliente que tem mais segurança pra chegar até nossas barracas. Uma feira mais limpa e organizada”.
 
Produção de alimentos
Para garantir que os alimentos produzidos pela agricultura familiar cheguem à mesa dos 15 milhões de baianos, foi lançado o Edital de Segurança Alimentar e Nutricional, por meio do Projeto Bahia Produtiva, no valor de R$ 15 milhões, para apoiar 10 mil famílias de agricultores familiares baianos na produção de alimentos, como hortaliças, frutas, raízes, tubérculos e plantas alimentícias não convencionais (PANC).

Foram 325 projetos selecionados de organizações produtivas, que receberão investimento de até R$ 50 mil ainda neste ano de 2020.

Postar um comentário

0 Comentários