. Bahia e Angola trocam experiências sobre projetos de desenvolvimento rural em intercâmbio virtual

Bahia e Angola trocam experiências sobre projetos de desenvolvimento rural em intercâmbio virtual


Representantes dos governos da Bahia e de Angola se reuniram, nesta terça-feira (1º), em um intercâmbio virtual, para trocar experiências sobre os projetos de desenvolvimento rural que estão sendo executados com financiamento do Banco Mundial.  

A Bahia apresentou o projeto Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e Angola o Projeto de Desenvolvimento da Agricultura Comercial (PDAC), do Ministério da Agricultura e Pescas (Minagrip).

O secretário de Desenvolvimento Rural, Josias Gomes, destacou que o intercâmbio é para compartilhar experiências dos dois governos: “Nosso propósito é mostrar como os recursos aplicados pelo Banco Mundial estão sendo potencializados com as ações da secretaria, de geração de renda para os agricultores familiares e, também, na produção de alimentos”. 

Foto Divulgação



O secretário de Estado angolano para a Agricultura e Pecuária, João Cunha, falou sobre os desafios do setor agrícola de Angola: “Queremos beber um pouco da experiencia que a Bahia tem no setor da agricultura familiar para fortalecer nossas ações e nos ajudar a caminhar com mais certeza. Ainda trabalhamos com enxada, facão, com ferramentas de pouca rentabilidade e estamos trabalhando no sentindo de modernizar essa agricultura, nossa agricultura ainda não é competitiva e enfrentamos problemas com a industrialização. Mas queremos garantir que a maior parte dos produtos da cesta básica de Angola seja da agricultura familiar e aumentar a nossa produção tirando proveito das unidades trabalhadas, com vistas a termos ganhos substanciais”.  

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, contextualizou as ações do estado e explicou que a Bahia tem 417 municípios agrupados em 27 Territórios de Identidade: “Executamos diversas ações voltadas para o desenvolvimento rural, com um conjunto de projetos estruturantes, entre eles o Pró-Semiárido, o Água Para Todos, Programa de Mecanização Rural, Habitação Rural, levando às organizações produtivas fomento à produção, infraestrutura rural, apoio à agroindustrialização e comercialização e assistência técnica e extensão rural”. 

A equipe do Bahia Produtiva apresentou também o SOL (Solução Online de Licitações), aplicativo de compras para que as associações e cooperativas beneficiadas pelo projeto realizem as licitações de aquisição de bens, serviços e obras, relativas aos seus projetos.  O SOL está disponível a todos os fornecedores, de todo o país. 

O intercâmbio contou com a participação de representantes do Banco Mundial, do governo de Angola, do projeto PDAC e do projeto Bahia produtiva.

Postar um comentário

0 Comentários