. Após 10 anos, Empreendimento Solar Paraíso é entregue aos moradores em Santo Amaro

Após 10 anos, Empreendimento Solar Paraíso é entregue aos moradores em Santo Amaro

Foto divulgação





Nesta quinta-feira (15), foi realizada a cerimônia de entrega das chaves aos contemplados do Programa Minha Casa Minha Vida - Empreendimento Solar Paraíso, no município de Santo Amaro, recôncavo baiano, após quase uma década de espera. O ato, iniciado às 16h, contou com as presenças da Secretária Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação, Marília Rocha, do Secretário de Infraestrutura, Jucimaro Damasceno, do Secretário de Cultura e Turismo, Francisco Porto - representando a gestão municipal -, além do Superintendente de Varejo da Caixa Econômica Federal, Carlos Boaventura, do Deputado Federal, Cláudio Cajado, e do Ministro de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. A cerimônia oficial foi promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação, em parceria com a Caixa Econômica Federal.

Discursando para um público formado, em sua maioria, pelas famílias contempladas, o deputado Cláudio Cajado destacou o empenho da gestão municipal em captar recursos na esfera federal, para a conclusão das obras do Solar Paraíso. “O gestor esteve comigo em Brasília, e também com o ministro Marinho. E priorizamos a conclusão deste empreendimento por ser a vertente que a gestão municipal tem, a de atender aos mais humildes. No passado, fizeram com que os critérios fossem burlados, e hoje nós estamos entregando a quem, de fato, precisa, priorizando as mães e as mães solteiras”, explicou. 

Já o ministro Rogério Marinho citou que o Empreendimento Solar Paraíso é um exemplo das 100 mil construções abandonadas recebidas pelo governo Jair Bolsonaro, ressaltando que esse tipo de obra costuma ficar pronta entre 3 a 4 anos, diferente do que ocorreu em Santo Amaro. “Eu recebi uma orientação muito clara do Presidente da República, os recursos do povo brasileiro pertencem ao povo brasileiro e não a um governo de ocasião. Isso significa que em nenhum momento nós abrimos mão de reiniciar obras que estavam paralisadas, independente de quem as houvesse iniciado anteriormente. Imagine você olhar a residência que seria sua, há 5, 6, 8, 10 anos sem poder adentrar nela porque, por algum motivo legal, a obra foi estagnada”, lamentou o ministro, ao relembrar o abandono da obra em anos anteriores.

*Abandono*

Localizado no bairro Nova Santo Amaro, o Empreendimento Solar Paraíso começou a ser construído em 2011, e passou por diversos problemas que impediram o andamento das obras, sem resolução por gestões anteriores. Inconsistências na lista de contemplados, falta de recursos e problemas jurídicos estiveram entre os entraves para a liberação das residências. Durante a atual gestão municipal, foram captados mais recursos junto ao governo federal para o término das obras, nas quais foram feitas também intervenções para a segurança dos moradores. Somente assim, o conjunto habitacional foi finalmente concluído. 

O Empreendimento Solar Paraíso possui 500 casas que irão abrigar famílias que passaram por um processo de seleção, obedecendo critérios de acesso às unidades habitacionais estabelecidos pelo programa do Governo Federal. Esses critérios de seleção envolvem, entre outros pontos, renda familiar e condições de moradia. 

Uma das moradoras contempladas, Dalva dos Santos era só felicidade durante a cerimônia de entrega das chaves. “Receber essa casa aqui foi o maior sonho que eu podia ter realizado na minha vida, que é ter um lar com meu nome para passar aos meus filhos e netos. A alegria é inexplicável!”, comemorou. Outros dois conjuntos habitacionais do programa ainda serão entregues em Santo Amaro, um no bairro do Bonfim e outro no bairro do Sacramento, que contemplarão cerca de 4 mil pessoas.

Postar um comentário

0 Comentários