. Outubro Rosa | Upa de Alagoinhas oferece programação especial às pacientes

Outubro Rosa | Upa de Alagoinhas oferece programação especial às pacientes


Câncer que mais mata mulheres no Brasil, o câncer de mama é o assunto da sala de espera da Unidade de Pronto Atendimento (Upa) Santa Terezinha, em Alagoinhas, neste mês, em atenção à campanha Outubro Rosa. Durante todas as sextas-feiras, representantes da enfermagem, serviço social, radiologia, nutrição, farmácia, fisioterapia e higienização promovem um bate-papo com as pacientes a fim de promover a conscientização para prevenção da doença.
 
A ideia – de acordo com a coordenadora de enfermagem da unidade, Karine Moraes – é abordar os diversos aspectos relacionados ao câncer de mama, em pocket palestras, realizadas na recepção. “A cada semana, um representante de um setor conduz o encontro e, assim, conseguimos trazer diferentes focos para a temática. Por exemplo, a assistente social aborda a parte legal, do direito da paciente que faz mastectomia; a equipe da enfermagem fala sobre os cuidados; o profissional do raio-x foca nas imagens”, conta ela.
 
Para a gestora, o objetivo da estratégia é oferecer um ambiente didático às pacientes que chegam à recepção. “Como a maior parte da nossa equipe é formada por mulheres, acabamos tendo, também, a presença das profissionais como ouvintes na sala de espera. Para a gestão, que é composta por três lideranças femininas e atua com perfil de gestão participativa, a experiência tem sido positiva, pois o público interno também requer atenção”, avalia Karine.
 
Foto Divulgação



Upa Santa Terezinha
 
Inaugurada em 29 de abril deste ano, a Upa Santa Terezinha é a única unidade de complexidade intermediária da cidade de Alagoinhas, a 118 km de Salvador. É administrada pelo Instituto 2 de Julho e, devido à emergência sanitária desencadeada pela Covid-19, já começou a funcionar com exclusividade para pacientes com suspeita e/ou confirmação da doença.
 
A gestão da Upa Santa Terezinha atua em um contexto de planejamento estratégico, conforme explica a gerente da unidade, Fabiana Bastos. “Nós trazemos a equipe para somar à gestão e, dentro dessa ideia, aplicamos avaliações laborais; realizamos programa de melhoria do pronto atendimento [PM-UPA]; ações de promoção à saúde, com as sala de espera ao paciente; cursos e treinamento estruturados em laboratórios bem equipados para o grupo trabalhar de forma padrão; criamos fluxos internos bem estabelecidos; planner mensal para as lideranças, como forma de análise constante do plano de ação e contingência em saúde; prontuário eletrônico e proposta de papel zero; check-lists variados, como proposta prática e objetiva ao processo de padronizar; minicursos online para todos os setores; além da pesquisa de satisfação por QR code para os pacientes”.
 
A proposta, segundo a gerente, é oferecer assistência de qualidade, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), ao município de Alagoinhas. “Com isso, até o mês de setembro, já realizamos 4.320 atendimentos, entre orientações e atendimentos da enfermagem e dos médicos, regulações e internamentos”, conclui Fabiana.
 






Postar um comentário

0 Comentários